Como as iniciativas da educação não formal devem repensar suas ações na conjuntura atual? E como devem se preparar para o pós-crise?